Lenda de Tentúgal

Muito antes da governação de D. Sesnando, numa incursão mourisca a Tentúgal, instalaram-se os ditos mouros no local que viria a chamar-se de «Mourão». O chefe dos mouros, dizia-se ser um homem de poder e força, sedutor de donzelas, um sarraceno temido, construíra o seu palácio. Os cristãos foram ao encontro dos sarracenos, ambos os exércitos se preparavam para o confronto. Entre os cristãos, destaca-se um jovem cavaleiro cristão que viria a mudar o destino. Vislumbrando o sarraceno «fascinador de donzelas», investe sobre este, como refere A. Santos Conceição:

– Mas, a-pesar-de atordoado, o muçulmano não recua e responde com igual ardor. O moço cavaleiro da Fé, no entanto – entusiasmado pelos seus companheiros que lhe brandam em intensa gritaria: – Tem-t’igual com o mourão, tem-t’igual! – redobra de violência no ataque, vencendo o mouro, que cai por terra e a ensopa com seu sangue.

Terá sido este acontecimento a dar origem ao topónimo de Tentúgal, tal como o nome de mourão, que se situa no local onde, atualmente, está edificada a Igreja Matriz.

Botão Voltar ao Topo