Brasão

(Junta de Freguesia de Tentúgal)

Brasão: Escudo de ouro, com pinheiro arrancado de púrpura e folhado de verde. Em campanha, um corvo de negro, animado de vermelho e realçado de prata. Escudo encimado com Coroa mural de prata de quatro torres. Por baixo, Listel branco, com a legenda a negro: “TENTÚGAL”.

Significados de cada um dos elementos do brasão de Tentúgal:

Cor Prata: Em heráldica, a cor branca simboliza a prata, que contém a virtude da esperança, da pureza, da humildade, vitória e felicidade. Este nome, em latim, argentum, deriva de um vocábulo sânscrito, que significava “branco e brilhante”. O prateado também está, muitas vezes, associado à modernidade, inovação ou à novidade. Talvez, por esse motivo, seja aplicado em 174 figuras dos escudos analisados, além de ser a cor de fundo predominante nos brasões municipais em Portugal, equivalendo a 115 brasões, ou seja, 37% do campo dos escudos, sendo, neste caso, o esmalte mais utilizado (Nogueira, 2012).

Cor Púrpura: Sendo uma cor secundária que provém da combinação do vermelho com o azul, o púrpura reporta à serenidade do azul e à energia do vermelho. Em heráldica, esta cor está associada à abundância, generosidade e à dignidade. No entanto, é a cor mais rara na tabela analítica comparativa da iconografia dos brasões municipais, figurando em seis campos dos escudos, isto é, 1% da totalidade, e em apenas 61 figuras (Nogueira, 2012). Segundo Chevalier e Gheerbrant (1994), a cor púrpura é “um vermelho sumptuoso, mais maduro e ligeiramente violáceo, torna-se o emblema do poder [e] era em Roma a cor dos generais, da nobreza, dos patrícios, (…) dos Imperadores”.

Corvo: Animal associado a fertilidade. Assim, onde existe um corvo, existe abundância, fartura. Não há, portanto, fome. Os terrenos agrícolas são férteis (J. Craveiro, comunicação pessoal, 24 de setembro de 2020).

Pinheiro manso: Em séculos passados, enquanto sede de concelho, Tentúgal possuía uma vasta mancha de pinheiros mansos. O soalho dos andares superiores do Convento de Nossa Senhora do Carmo permanece com o mesmo material que lhe deu vida há alguns séculos, isto é, a madeira de pinheiro manso (J. Craveiro, comunicação pessoal, 24 de setembro de 2020).

Quatro Torres: se o concelho ou freguesia ficar sediado numa vila, precisamente o que acontece no caso de Tentúgal (Nogueira, 2012). De facto, Tentúgal é uma freguesia pertencente ao concelho de Montemor-o-Velho. É, também, considerada uma vila, possuindo sede de freguesia com o mesmo nome (Tentúgal).

Referências Bbliográficas:

Chevalier, J. & Gheerbrant, A. (1994). Dicionário dos Símbolos. Lisboa: Editorial Teorema

J. Craveiro (comunicação pessoal, 24 de setembro de 2020).

Nogueira, S. P. M. (2012). Tradição e Inovação na Identidade Visual dos Municípios Portugueses: Do Brasão à Marca (Tese de Mestrado, Universidade da Beira Interior, Faculdade de Artes e Letras, Departamento de Comunicação e Artes). Disponível em: https://ubibliorum.ubi.pt/bitstream/10400.6/1563/1/Disserta%C3%A7%C3%A3o%20S%C3%B3nia%20Patr%C3%ADcia%20_%20Do%20bras%C3%A3o%20%C3%A0%20Marca.pdf

Botão Voltar ao Topo