Tentúgal e as suas localidades

(Soares, 2020)

Coimbra sempre foi, sem sombra de dúvidas, uma cidade associada à ciência, aos colégios e à universidade. Grandes figuras notabilizaram-se, em Coimbra. Já Tentúgal sempre esteve ligada ao fabrico dos seus pastéis. Nesta vila, as madres do convento olhavam e tratavam dos mais humildes e mais pobres. O pastel era, neste sentido, um remédio para a alma dos habitantes e dos visitantes, sendo, também, um remédio para as finanças da própria vila, uma vez que Tentúgal, apesar do seu rico acervo, era uma vila relativamente pobre, em que predominava o setor primário (ex: agricultura) (J. Craveiro, comunicação pessoal, 22 de setembro de 2020).

A localidade da Póvoa de Santa Cristina sempre teve “bons ares”, isto é, as pessoas raramente contraíam doenças do foro pulmonar. As pessoas aqui eram hospitaleiras. Já na Morraçã, aldeia de Tentúgal, que foi, antigamente, uma vila, tinha uma nascente de água muito importante, visto que era responsável pelo abastecimento de água em Tentúgal e nas localidades próximas. Na Portela, existiam muito bons vinhos, que satisfaziam o gosto e o paladar dos homens e mulheres (J. Craveiro, comunicação pessoal, 22 de setembro de 2020). Por último, na Ribeira dos Moinhos, como o próprio nome indica, existiam moinhos de água, outrora, designados por azenhas. Para além dos moinhos, esta localidade foi e continua a ser residência de pessoas.

Texto produzido por João Pedro Relvas Soares, baseado em José Craveiro.

Botão Voltar ao Topo