Associação CORVOEPINHO

Associação CORVOEPINHO (Junta de Freguesia de Tentúgal)

Nome: Associação CORVOEPINHO

Nome da responsável a contactar: Sandra Mendes

E-mailcorvoepinho@gmail.com

Descrição: A Associação CORVOEPINHO é uma entidade de cariz cultural e social, sem fins lucrativos, ainda muito jovem, a dar os seus primeiros passos. Esta entidade nasceu da vontade de um grupo de residentes em inverter o processo da perda progressiva das tradições da vila de Tentúgal, as quais tiveram, ao longo de séculos, uma relevância, que se tem vindo a perder.

Vão desaparecendo os habitantes da terra, que guardam, ainda, memórias do difícil trabalho no campo e no rio, bem como das crenças e das mezinhas, das orações e das romarias, da vida em comunidade junto do forno de cozer o pão ou à roda a fiar o linho ao som da viola toeira, ouvindo as histórias da terra.

É, efetivamente, esse património que se pretende recuperar e vivificar. A associação quer valorizar a transmissão dos saberes antigos, recorrendo aos mais idosos, detentores de conhecimentos valiosos e de memórias vivas da sua comunidade. Para além da recolha e registo das memórias, a Associação pretende também encontrar e promover novas formas de dar vida à terra, recuperando algumas das antigas atividades do viver quotidiano.

A Associação CORVOEPINHO organizou a sua estratégia de intervenção na recuperação e vivificação do património material e imaterial da vila de Tentúgal, tendo como principais prioridades:

  • Divulgar esse património tornando-o conhecido, acessível e interativo com as populações locais e visitantes;
  • Estimular o interesse da população local, sobretudo crianças e jovens, pelo património da sua terra desenvolvendo a autoestima e incentivando-os à recuperação e revitalização das suas tradições;
  • Preservar o património material e imaterial de Tentúgal;
  • Perspetivar a recuperação e vivificação do património como um fator de desenvolvimento económico e social local, motor da emergência de novas aptidões e vocações profissionais e contribuindo para a fixação da população jovem;
  • Reconhecer o valor do passado, mas com os olhos no presente e apontando para o futuro;
  • Reinventar novas utilizações, novas formas de convívio, novas formas de divulgação, novas abordagens turísticas.

Botão Voltar ao Topo