A Fonte do Ladrão

Cantanhede é um concelho de Portugal por onde passavam caminhos que ligavam a Santiago de Compostela. De facto, a devoção dos habitantes deste concelho em relação a Santiago remonta a muitos séculos passados.

Era precisamente no concelho de Cantanhede que se encontrava uma fonte onde os peregrinos costumavam “matar a sede”. Neste sentido, reza a história que, um dia, um peregrino decidiu parar a sua caminhada, dirigindo-se a uma fonte. Este baixou-se para beber água. Estando de costas para a estrada, não reparou na chegada de uma outra pessoa, que não tinha, de todo, intenções de beber água. Subitamente, esse “intruso” abordou o peregrino por detrás, matando-o. Rapidamente, a notícia do assassinato espalhara-se pelas populações. O assassino acabou por ser condenado e, a partir desse dia, a fonte passou a chamar-se “fonte do ladrão” por forma a alertar e consciencializar os peregrinos e todas as outras pessoas para não “baixarem a guarda” durante as suas paragens.

Texto produzido por João Soares, baseado em José Craveiro.

Botão Voltar ao Topo